Arquivo

Archive for Novembro, 2010

Visita à exposição “Projecto Casa”

29 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Do dia 25 a 28 de Novembro, a Exponor recebeu nas suas instalações a exposição Projecto Casa, um evento de arquitectura e design mas não só, existiam várias áreas como Sustentabilidade, Verdes, Requalificação entre mais uma ou duas que não me recordo. É claro que a maioria eram stands de arquitectura e design (de peças, de vidros, etc.).

Eram cerca das 17h de ontem, Domingo, quando chegámos à Exponor, com alguma expectativa elevada dadas as notícias que vinha lendo. Com um custo de 5 euros, posso considerar que a entrada era acessível.

Passo então a recepção e começo por ver várias individualidades a apresentar peças de decoração, sinceramente com um estilo muito retro e nada o meu género.
Prossigo sem parar até que me deparo com a Wingbox, da empresa Famasete, uma mesa interactiva onde estava um jogo simplista e que testei…desde logo não gostei, muito lag na interacção humano/touchscreen! De resto, muita fluidez na apresentação do jogo (isto depende apenas e só do hardware e drivers no Windows 7) e o próprio design da mesa simples mas bonito.

Entro então no pavilhão principal, pensava eu que iam ser mais pavilhões mas afinal não! Muita coisa para ver…ou talvez não! O meu objectivo não era propriamente arquitectura e/ou design, era sim inovações ao nível de equipamentos para casa e ainda ambientes inteligentes (que belo tiro ao lado me calhou).

A primeira abordagem foi mesmo na entrada do pavilhão, a Associação AveiroDomus, que já conhecia pelo website mas até pensei que as coisas não continuassem activas dada a desactualização do espaço na web, estive alguns minutos em conversa e até poderá ter tido um efeito produtivo no protocolo que têm com a Universidade de Aveiro…veremos.

Logo em frente uma nova empresa, a Tev2, aqui sim com coisas de meu interesse e instaladas nos expositores. Posso desde já afirmar que de todos foi a conversa mais simpática e aberta que tive em toda a exposição, com explicações técnicas detalhadas que é assim que gosto! O principal foco estava numa solução proprietária onde a programação é peanuts, um vídeo porteiro e alguns interruptores tácteis. Gostei mas o modo de programar não me convenceu, prefiro um estilo central onde num só software programamos toda a casa, pelos IDs de cada dispositivo.

De resto, inovações por si só destaco duas: interruptores tácteis em vidro e vidros com opacidade diferente mediante um interruptor (sim, leram bem) da empresa Castelhano e Ferreira.

Não levei máquina fotográfica mas o colega blogista Carlos Martins fotografou e compilou num pequeno slideshow que poderão ver já de seguida:

Anúncios
Categorias:Living

Internet lenta no Ubuntu

26 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Os problemas relacionadas com ligações à Internet lentas, no Ubuntu e noutras distribuições GNU/Linux, podem ser de variadas causas. Li várias possibilidades de resolução mas, no meu caso em particular, uma só bastou para devolver a “alma” à ligação wireless.

Basta editar o ficheiro /etc/rc.local e antes do “exit” colocar a seguinte linha:

iwconfig wlan0 rate 54M

Obviamente que a minha interface é a wlan0, ajustem isto à vossa realidade.
Se não resolver podem ainda tentar desactivar o suporte a ligações IPV6. Como? Google is your friend… 🙂

 

Categorias:GNU/Linux

Problema em ligação por SSH

20 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Hoje surgiu um problema o qual nunca me tinha acontecido, por acaso nunca calhou!

Deixando aqui umas notas prévias para enquadrar os leitores à situação é: em tempos instalei o Ubuntu numa determinada máquina com alguns serviços como SSH, servidor web, email e ainda servidor DNS. Isto serviu para me auxiliar nas aulas que entretanto leccionei.
No entanto ontem formatei todo o disco e instalei o CentOS pois é mais orientado à disciplina, para o próximo ano, Ubuntu para servidores não obrigado!

Pronto, o ponto de situação está feito e então para instalar e configurar umas coisas tentei aceder por SSH à máquina com CentOS 5.5, na subnet local e com a porta aberta. Teoricamente estas configurações estariam bem … e estavam! O problema é que ao tentar ligar aparecia a mensagem:

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
@    WARNING: REMOTE HOST IDENTIFICATION HAS CHANGED!     @
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
IT IS POSSIBLE THAT SOMEONE IS DOING SOMETHING NASTY!
Someone could be eavesdropping on you right now (man-in-the-middle attack)!
It is also possible that the RSA host key has just been changed.
The fingerprint for the RSA key sent by the remote host is
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.
Please contact your system administrator.
Add correct host key in /home/diogo/.ssh/known_hosts to get rid of this message.
Offending key in /home/diogo/.ssh/known_hosts:1
RSA host key for 192.168.1.75 has changed and you have requested strict checking.
Host key verification failed.

Ok, se calhar já vos aconteceu e até resolveram rapidamente! Ok, se calhar até nem li bem e só agora que estou a escrever este post e a ler bem a mensagem é que a consigo interpretar melhor…ok ok ok, no entanto não devo ser o único com a mania de não ler as coisas, ou então optar pela leitura na diagonal. 🙂

A mensagem até é bem explícita, ou seja, eu já tinha uma entrada no ficheiro known_hosts no meu desktop, para o mesmo IP da máquina CentOS, isto porque no passado com Ubuntu também me ligava por SSH. Ora, temos então que remover a entrada…mas mais simples é mesmo:

rm ~/.ssh/known_hosts

Ou seja, remover o ficheiro do vosso desktop/laptop, whatever. Andava eu tentar encontrar o ficheiro no servidor (dumb)!

Categorias:GNU/Linux

The certificate for omega.contacts.msn.com could not be validated

18 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

O  título do tópico refere-se à mensagem de erro que ocorre desde esta manhã assim que abro o Pidgin e o mesmo recusava-se a ligar à maioria das contas que possuo.

A razão prende-se pela alteração dos certificados de segurança de alguns protocolos, é algo que acontece de longe a longe.

Para solucionar este problema feche o Pidgin no caso de o ter aberto e na consola execute o comando:

mv ~/.purple/certificates ~/.purple/certificates-old

Está resolvido, já poderá abrir o Pidgin e desfrutar…

EDIT 23-11-2010

Dada a dificuldade na ligação mesmo após executar o comando anterior resolvi o assunto com o seguinte:

mkdir -p /tmp/certs
cd /tmp/certs
wget -c http://developer.pidgin.im/viewmtn/revision/downloadfile/cd236baf6d00f3e1561a40974ce1828b793ea187/share/ca-certs/Microsoft_Internet_Authority_2010.pem
cp *.pem /usr/share/purple/ca-certs/
rm ~/.purple/certificates/x509/tls_peers/omega.contacts.msn.com
openssl s_client -showcerts -connect omega.contacts.msn.com:443 > ~/.purple/certificates/x509/tls_peers/omega.contacts.msn.com < /dev/null

Se não estiver como root existem comandos que darão erro, acrescente sudo antes dos mesmos para os executar com total permissão.

Categorias:GNU/Linux

Snippets para Magento :: Parte I

14 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Após dois anos a lidar com a plataforma Magento, a desenvolver pequenas coisas e a adaptar outras decidi desenvolver um módulo de raiz para uma determinada funcionalidade. Obviamente que houve muito estudo, ou não estivesse a lidar com uma das plataforma mais complexa no mundo das webapps open-source, isto é uma opinião mas não só, pelo que leio até existem pessoas que nem se atrevem a instalar, outras arriscam e dão-se mal, outras lá se safam.

Hoje trago aqui vários snippets que fui absorvendo e me foram úteis!

Emails Configurados (nome e endereço email)

General

Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_gerneral/name’);
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_gerneral/email’);

Sales Representative
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_sales/name’);
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_sales/email’);

Customer Support
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_support/name’);
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_support/email’);

Custom email1
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_custom1/name’);
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_custom1/email’);

Custom email2
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_custom2/name’);
Mage::getStoreConfig(‘trans_email/ident_custom2/email’);

Várias configurações de Store/Website:

Get store data
Mage::app()->getStore();

Store Id
Mage::app()->getStore()->getStoreId();

Store code
Mage::app()->getStore()->getCode();

Website Id
Mage::app()->getStore()->getWebsiteId();

Store Name
Mage::app()->getStore()->getName();

Is Active
Mage::app()->getStore()->getIsActive();

Store Home Url
Mage::app()->getStore()->getHomeUrl();

Categorias:Programação Etiquetas:, ,

Zon “poderá” alterar velocidades

12 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Neste mesmo mês, a Zon planeia mexer nas velocidades de Internet nos pacotes Zon Fibra e Zon Net, alterações que contemplam todos os clientes, sejam actuais ou novos aderentes, sem qualquer custo para o cliente!

A entidade publica oficialmente uma tabela que servirá de referência, onde mostram um aumento de upload excepto num caso, o de 30Mpbs.

Isto era positivo não fosse o traffic shapping que teimosamente mantêm, ou o geral descontentamento das velocidades. Para não dizerem que ando a inventar vejamos:

A Verdadeira “Fibra” da ZON

Bem pode anunciar aos sete ventos que é o operador com maior satisfação de mercado… mas isso não invalida que os clientes da Zon/Netcabo estejam cada vez mais descontentes com o serviço de internet que lhes é prestado.

Não passa um único dia sem que receba emails ou relatos de colegas e amigos de que as suas ligações ZON, anunciadas – e pagas! – como sendo “fibra” de 50 e até 100 “Megas”, deixam muito a desejar.

Na grande maioria dos casos, qualquer tipo de downloads é feito a velocidades inferiores a 8Mbits, sendo que nalguns casos até faz lembrar as velocidades dos velhos modems de 56Kbits.

Uma visita aos fóruns da Zon demonstra bem a extensão e gravidade do problema:

Traffic Shaping na ZON com novo Horário

Por exemplo, relembro que a ZON tem estado sob constantes queixas de clientes com “pseudo-fibra”, com clientes que não conseguem mais que 4 ou 5 Megabits.

Até eu, que até aqui não tinha grandes razões de queixa tenho notado diferenças:

Se até aqui o traffic shaping da Zon relativamente aos torrents era aparentemente desligado das 0h00 até às 09h00, eis que já reduziram esse horário.
Agora as “torneiras” abrem apenas às 02h00 da manhã.

Ou seja… não obstante pagar um serviço mensal… o mesmo só é integralmente fornecido – quando o é – 7h por dia… (e isto para quem tem sorte – já que em muitos casos os megabits “vendidos” nunca são cumpridos, 24h por dia.)

Como sempre, pior de tudo é o facto de tais horários não serem sequer públicos, com a ZON a preferir tratar os clientes como ignorantes, e negando toda e qualquer “interferência” com os dados dos cliente.

Tantas queixas, tantas queixas e continuam a ser o ISP que apresenta o melhor valor IVR (80,6%)??? IVR: um índice de normalização de velocidade relativa estabelecido pelo regulador para poder comparar as diferentes ofertas comerciais.

Teste então a vossa Internet super-hiper-mega rápida da Zon, aqui por exemplo.

Haja paciência…

Categorias:ISPs

SSL sempre activo na Hotmail

11 de Novembro de 2010 Deixe um comentário

Mais uma vez atrasada, a Microsoft acaba de lançar o Hotmail com sessão “integralmente” em SSL, dois anos mais tarde comparativamente à Google com o seu Gmail.

Ao que parece o addon Firesheep anda a fazer estragos e os developers e empresas com aplicações web estão muito mais atentos e preocupados com a situação. Acredito que esta preocupação não seja só dos grandes, também as pequenas e médias empresas que implementam este tipo de sistemas e apps web estão a preparar-se para mudanças, pelo menos deveriam de estar!

For the first time in its 13-year history, Microsoft’s Hotmail comes with the ability to protect email sessions with secure sockets layer encryption from start to finish.

It’s the same always-on encryption Google Mail has offered for more than two years. And it comes with some pretty extreme limitations – namely the inability to protect email that’s downloaded using Microsoft apps including Outlook Hotmail Connector (required to use Outlook with Hotmail) and Windows Live Mail. But to hear Microsoft describe the new feature, you’d think it was a cure for the common cold.

“As you saw, with the recent additions of several security features to Hotmail, including Single-Use codes and new account recovery options, building towards the most secure webmail experience is very importance to us,” a spokeswoman, who asked that her name not be published, wrote in an email. “We will continue to incorporate leading-edge security features to better protect our customers. With today’s addition of full-session SSL encryption to Hotmail, we are delivering even more secure Hotmail sessions.”

O mais engraçado nisto, que considero palhaçada, é que só acontece em caso de acesso via webmail, se utilizarmos um cliente de email como Outlook ou Windows Mail a comunicação com o servidor continua de forma normal, sem qualquer tipo de encriptação. Falta saber se no Thunderbird e outros é possível aceder por SSL.

O Gmail opera super bem com TLS/SSL em vários clientes de email que já utilizei, não sou utilizador Hotmail portanto não poderei expor experiências distintas.

Microsoft’s online services have long played second fiddle to those of Google, and judging from Tuesday’s announcement, security is no exception. Not only is Gmail’s HTTPS encryption turned on by default, it also works flawlessly with a variety of email apps such as Thunderbird, Eudora, and even Microsoft’s Outlook. We asked Microsoft to explain why its own SSL doesn’t work with its own apps, and whether it might work with other email clients, but all we got was the above-quoted marketing fluff.

That’s unfortunate, because unsecured email has been the elephant in the room for more than a decade, making Hotmail users who check their email from public Wi-Fi vulnerable to snoops. For most Reg readers this is old news. But for readers of mainstream publications, it only sank in two weeks ago, with the advent of Firesheep, a Firefox plugin that makes stealing authentication cookies from Facebook, Twitter and, yes, Hotmail, a snap.

Enter Microsoft with a watered-down solution that’s certainly better than nothing. But given the fanfare with which it was announced, one wonders if it will give Hotmail users a false sense of security. And that’s not much of a selling point, now is it?

Um aspecto super negativo é o do utilizador ficar com uma falsa sensação de segurança , na maior parte dos casos, que é pior que não ter segurança e estarmos cientes de tal e precavermo-nos.

Enfim…mais uma à Microsoft…e não quero ser sensacionalista!

Categorias:Segurança