Início > Sistemas Operativos, Windows > Computador infectado com trojan e o desastre da Spanair

Computador infectado com trojan e o desastre da Spanair

21 de Agosto de 2010 Deixe um comentário Go to comments

Dois anos passaram desde que o voo JK-5022 da Spanair se despenhou logo após ter descolado de Madrid, foi em 20 de Agosto de 2008…hoje o El País informa que o computador responsável pela detecção e registo de falhas tinha trojans.

Este computador central da Spanair, em Palma de Maiorca, infectado, deveria ter emitido um alarme após 3 falhas semelhantes entre si, coisa que não aconteceu. O avião que se estreou em Barajas despistou-se e morreram 154 dos 172 ocupantes.

Nota: foi pessoal interno que informou no mesmo dia do acidente que o computador estava infectado com trojans, o que pode ocasionar erros pontuais e uma porta aberta para pessoas maliciosas.

O relatório deste acidente ocupa 12.000 folhas, dois técnicos da Spanair foram despedidos mas a conclusão da causa ainda está por determinar.

Agora eu fico indignado como é que sistemas tão sensíveis têm instalado Windows? Na verdade não deveria pois nos nossos sistemas governamentais as coisas são semelhantes e os nossos dados à mercê de “qualquer” um…

Qualquer administrador de sistemas tem noção das vantagens na utilização de GNU/Linux, não me vou alongar pois poderá aparecer algum vindo de pára-quedas que tenta justificar a sua razão e tentar menosprezar o sistema baseado em Unix, por ignorância.
Mas assim de repente aponto alguns pontos SEM ir pela parte da filosofia do open-source:

Código aberto

  • Flexibilidade
  • Modificações
  • Updates Rápidos

Maior desempenho

  • Segurança
  • Estabilidade
  • Velocidade
  • Sem vírus

Economia

  • Custo zero

Justiça social

Eu desde há cerca de 7 meses que migrei totalmente para GNU/Linux, anteriormente ainda tinha dual-boot com o Windows 7 instalado mas o processo de desintoxicação demorou muito pois tinha necessidade de desenvolver código em Windows era mais que muito…mas hoje não e dou graças por ter conseguido, de uma forma assertiva, fazer entender as vantagens e lá o pessoal do grupo de trabalho alterar as suas máquinas…melhor ainda foi as linguagens dos projectos. Quais protocolos com a Microsoft qual quê? Não quis saber de nada, avancei com uma proposta e foi aceite, ponto!

Isto já é divagar um pouco em relação ao assunto principal mas só o facto de estarmos sem trojans ou vírus no GNU/Linux não é a maior vantagem? (podem discordar mas as poucas notícias de vírus em Linux passaram a ser falsas mais cedo ou mais tarde)

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: